Como é feito o cálculo do IPVA?

Como é feito o cálculo do IPVA?

9 janeiro 2021
Como é feito o cálculo do IPVA?

O ano mal começou e você e muitas pessoas já estão preocupados com o pagamento do IPVA. Mas embora esse seja um imposto pago anualmente, você sabe de fato o que é o IPVA e como ele é calculado?

 Se você já tem um veículo ou está pensando em comprar, é fundamental ficar atento a esse artigo, ao longo da leitura nós vamos mostrar o que é o IPVA, como é feito o cálculo e a importância de manter o carro sempre em dia. 

O que é IPVA? 

 

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, também conhecido como IPVA, é como o próprio nome já diz, um imposto que deve ser pago por proprietários de veículos automotores. Como, por exemplo,  motos, carros, caminhonetes, caminhões e outros. 

Esse tipo de imposto é cobrado anualmente, e os valores arrecadados são divididos entre o governo do estado, (que fica com 50 %) e o município onde o veículo está registrado (que fica com os outros 50% do valor).

Para facilitar a vida dos  proprietários de veículos,  geralmente  os valores podem ser pagos à vista, ou de forma parcelada.

 

Como é feito o cálculo?

 

Se você já tem um carro ou está planejando comprar um ainda este ano, provavelmente você deve ser questionado: “Mas afinal,como é feito o cálculo do IPVA?” “E por que alguns veículos pagam um tributo muito mais alto do que outros?” 

Para te ajudar a entender melhor a respeito desse assunto,  vamos  explicar como funciona o cálculo do IPVA de forma mais detalhada a seguir: 

 

Base de cálculo e alíquota: 

 

O IPVA é calculado de acordo com uma base de cálculo (valor de venda ou tabela FIPE) e sobre ela é aplicada uma alíquota, que  pode variar de um estado para outro. 

 Aqui no estado de Minas Gerais, por exemplo, automóveis, veículos de uso misto e utilitários, caminhonetes, cabine estendida e dupla possuem uma alíquota de 4%. 

Para outros tipos de veículo os valores dessas alíquotas variam entre 3% a 1%. No  site da Secretaria da Fazenda do Estado de Minas Gerais você  pode conferir  com detalhes, as variações das alíquotas de acordo com o tipo de carro ou veículo que você possui.

Caso seu veículo seja de fora do Estado de Minas, você também pode conseguir essas informações, através do site do Detran, ou mesmo da Secretaria da Fazenda do estado onde o veículo está registrado.

 

IPVA de veículos novos:

 

No caso de veículos novos, é usado como base de cálculo do IPVA o valor que consta na nota fiscal de venda do produto, que também pode ser chamado de valor venal ou valor de venda do veículo. 

E sobre esse valor,  é aplicada a alíquota do IPVA, como já mencionamos anteriormente. 

 

IPVA de veículos usados:

 

Já no caso de veículos usados,é usado como base de cálculo  a tabela FIPE, Que leva em conta o preço médio praticado no mercado  referente ao veículo, no final do exercício anterior ao da cobrança, 

E sobre esse valor, também  é aplicada a alíquota do IPVA, como já mencionamos anteriormente. 

 

A importância de manter os impostos em dia

 

Embora muitas pessoas não saibam,  o pagamento do IPVA é imprescindível para que você continue circulando com o seu veículo. 

Mesmo que você não faça o pagamento logo no início, você tem até a data do licenciamento do veículo para fazer a quitação do débito. Caso contrário, o veículo fica impedido de ser licenciado e consequentemente pode acarretar até mesmo numa apreensão do carro. 

Nesse sentido, para evitar transtornos é fundamental ficar atento aos prazos de pagamento e manter os impostos do veículo sempre em dia.  Assim você pode dirigir com segurança e sem receios. 

 

Gostou do nosso conteúdo? Confira outras informações relevantes a respeito do universo veículos, aqui em nosso blog. 

Deixe seu comentário

Assine nossa newsletter

Recebe novidade e ofertas imperdíveis diretamente no seu email.